Microcirurgia

Quando um procedimento precisa de ampliação de imagem para ser realizado, é classificado como uma Microcirurgia. A técnica envolve a utilização de equipamentos como lupas e microscópios cirúrgicos e tem como objetivo maximizar a preservação da anatomia com o mínimo de invasão ao organismo do paciente.

Pouco difundida no Brasil, onde a plástica estética é mais conhecida, essa técnica permite reconstruir partes mínimas do corpo humano como vasos, fibras e nervos. Entre os benefícios que a Microcirurgia proporciona podemos citar:

  • Pós operatório com menor taxa de complicações
  • Alta hospitalar mais rápida
  • Maior conforto do paciente
  • Cicatrizes reduzidas

Com a técnica é possível reconstruir de forma mais eficaz partes do corpo de pacientes que sofreram traumas em acidentes, em remoções planejadas (como tumores) ou mesmo defeitos congênitos. A Microcirurgia Reconstrutiva se enquadra no grupo de Cirurgias Plásticas e pode ajudar a recuperar áreas com pele, nervos, músculos, ossos, tendões, entre outros. Essa técnica pode ser aplicada, por exemplo, em casos em que seja necessário fazer enxerto ou reparação do nervo, enxertos de áreas vascularizadas, reparação de vasos sanguíneos ou de nervos periféricos.

Com surgimento datado para o início da década de 1970, a Microcirurgia Reconstrutiva impactou todas as especialidades que dependiam dos limitados recursos da área de reconstrução. A Cirurgia Plástica foi a primeira a utilizar essas técnicas, sendo sua aplicação mais óbvia a remoção de tecidos saudáveis de uma parte do corpo e sua transferência para a região defeituosa a ser tratada. Alguns exemplos de reconstrução usando esse procedimento são:

  • Remoção da mama devido a um tumor
  • Transferência de um osso vascularizado devido a perda de um osso por doença ou trauma
  • Reparo ou substituição de nervos periféricos lesados para a recuperação da sensibilidade ou motricidade
  • Recuperação de movimentos após paralisia através de um transplante de músculo   

As cirurgias plásticas estéticas também podem se beneficiar das técnicas microcirúrgicas. Podemos citar, por exemplo, a rinoplastia (cirurgia plástica no nariz), em que as estruturas são mais delicadas e as anatomias complexas; nesses casos o aumento da região operada se torna fundamental para chegar a resultados mais próximos do esperado.

A microcirurgia é, portanto, um procedimento eficaz e essencial para os cirurgiões que buscam obter resultados com alta nível de precisão, seja em cirurgias reconstrutivas ou estéticas.

INTERESSOU NESSE PROCEDIMENTO?

ENTRE EM CONTATO CONOSCO
E AGENDE