Mastopexia

O que é a cirurgia de mastopexia?

Comumente referida como cirurgia de lifting de mama, a mastopexia reposiciona a aréola e o tecido mamário, removendo o excesso de pele e comprimindo o tecido para compor o novo contorno da mama.

Melhore a aparência com o lifting de mama

Os seios da mulher muitas vezes mudam com o tempo, perdendo sua forma jovem e firmeza. Estas alterações e perda da elasticidade da pele podem ocorrer devido a:
• Gravidez,
• Amamentação,
• Oscilações de peso,
• Envelhecimento,
• Gravidade,
• Hereditariedade.

Às vezes, a aréola torna-se alargada ao longo do tempo, e a mastopexia poderá reduzi-la. O procedimento pode ter um caráter rejuvenescedor, já que o perfil conseguido no pós-operatório é o de uma mama jovem e firme.

O que o procedimento não faz

A cirurgia não altera, significativamente, o tamanho dos seios ou preenche a parte de cima da mama (colo). Se você quiser ter mamas mais volumosas, considere a cirurgia de aumento. Se desejar seios menores, considere a combinação de elevação da mama e cirurgia de redução.

É indicada para mim?

É um procedimento individualizado e você deve fazê-lo para si mesma, não para satisfazer os desejos de alguém ou para tentar se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal.

Será uma boa opção para você se

• Você estiver fisicamente saudável e mantiver um peso estável,
• Você não fuma,
• Você tem expectativas realistas,
• Você está incomodada com a sensação de que seus seios perderam forma e volume,
• Seus seios têm forma alongada ou estão pendentes,
• Quando não sustentado, seus mamilos se posicionam abaixo do sulco da mama,
• Seus mamilos e aréolas apontam para baixo,
• Você tem pele flácida e aréolas alargadas,
• Uma das mamas é mais baixa que a outra.

O que saber antes de se submeter à cirurgia

O sucesso e a segurança do procedimento dependem muito de sua sinceridade durante a consulta. Você será questionado sobre sua saúde, expectativas com a cirurgia e estilo de vida.

Esteja preparado para discutir

• A razão pela qual quer se submeter à cirurgia, suas expectativas e o resultado desejado,
• As condições médicas, alergia medicamentosa e tratamentos médicos,
• Uso atual de medicamento, vitaminas, medicamentos naturais, fumo, álcool e drogas,
• Cirurgias prévias,
• Histórico familiar de câncer de mama e resultados de mamografias ou biópsias anteriores.

O cirurgião também poderá

• Avaliar o seu estado geral de saúde e todas as condições pré-existentes de saúde ou fatores de risco.
• Examinar seus seios, tirar medidas detalhadas de seu tamanho e forma, analisar a qualidade da pele e a posição dos mamilos e aréolas,
• Tirar fotos para prontuário médico,
• Discutir suas opções e recomendar um tratamento,
• Discutir os resultados esperados e quaisquer riscos ou complicações potenciais,
• Discutir o tipo de anestesia para o procedimento.

Preparando-se para a cirurgia

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

• Fazer exames de laboratório ou avaliação médica,
• Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais,
• Realizar uma mamografia de base antes da cirurgia e outra após a cirurgia para ajudar a detectar quaisquer mudanças futuras no seu tecido mamário,
• Parar de fumar bem antes da cirurgia,
• Evitar tomar aspirina, antiinflamatórios e medicações naturais, pois podem aumentar o sangramento.

Instruções especiais

• O que fazer no dia da cirurgia (tempo de jejum, medicações, banho),
• Cuidados pós-operatórios e como será o acompanhamento pós-operatório.

O procedimento deve ser realizado em local seguro e confortável para o médico e o paciente, em centro cirúrgico autorizado pela Vigilância Sanitária, com equipamentos e equipe treinada para qualquer intercorrência.

Você precisará de ajuda

Não deixe de pedir a alguém que a acompanhe e fique com você, pelo menos, a primeira noite, após a cirurgia.

Riscos e informações de segurança

A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem deve decidir se os benefícios atingirão seus objetivos e se os riscos e potenciais complicações são aceitáveis. Seu cirurgião plástico e/ou equipe irão lhe explicar, em detalhes, os riscos associados à cirurgia. Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual irá se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Possíveis riscos da cirurgia

• Cicatriz desfavorável na mama,
• Sangramento (hematoma),
• Infecção,
• Má cicatrização das incisões,
• Alterações de sensibilidade do mamilo ou da mama, que podem ser temporárias ou permanentes,
• Riscos da anestesia,
• Contorno e forma da mama irregularidades,
• Descoloração da pele, alterações da pigmentação, inchaço e hematomas,
• Danos em estruturas mais profundas tais como nervos, vasos sanguíneos, músculos e pulmões – de forma temporária ou permanente,
• Alergia ao material do curativo, ao fio de sutura, a colas, aos derivados do sangue, a medicações tópicas ou injetadas,
• Assimetria da mama,
• Necrose do tecido adiposo (necrose gordura),
• Acúmulo de líquido (seroma),
• Rigidez excessiva do peito,
• Possibilidade de perda parcial ou total do mamilo e da aréola,
• Trombose venosa profunda, complicações cardíacas e pulmonares,
• Dor, que pode perdurar,
• Possibilidade de novo procedimento cirúrgico (retoque).

É importante saber que

• A cirurgia pode interferir nos procedimentos de diagnóstico,
• Piercing na mama e no mamilo podem causar infecção,
• A cirurgia de mama não interfere na gravidez, mas, se você estiver planejando ter filhos, deve saber que a pele da mama pode estirar, podendo perder os resultados da mastopexia, com a possibilidade de dificuldade de amamentação após a cirurgia.

Onde deve ser realizada a cirurgia?

O procedimento deve ser realizado em local seguro e confortável para o médico e o paciente, em centro cirúrgico autorizado pela Vigilância Sanitária, com equipamentos e equipe treinada para qualquer intercorrência.

Ao receber alta

Se você sentir falta de ar, dores no peito ou batimentos cardíacos anormais, procure atendimento médico imediatamente. Se algumas destas complicações ocorrerem, você pode precisar de internação e de tratamento adicional. A prática da medicina e da cirurgia não é uma ciência exata. Apesar de serem esperados bons resultados, não há garantia. Em algumas situações, pode não ser possível atingir os melhores resultados com um único procedimento cirúrgico, sendo necessária uma nova cirurgia.

Seja cuidadoso

Seguir as recomendações de seu médico é fundamental para o sucesso da cirurgia. É importante que as incisões cirúrgicas não sejam submetidas à força excessiva, à escoriação, ou ao movimento durante o tempo de cicatrização.

INTERESSOU NESSE PROCEDIMENTO?

ENTRE EM CONTATO CONOSCO
E AGENDE